Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Dom | 03.01.16

Carta De Amor

Carina Pereira

Sabes as coisas que me dizes

No silêncio que a par vamos suspirando

Quando ainda o orvalho

Que a tempestade que criámos deixou

Escorre por entre o campo de batalha

Dos nossos corpos

E de peito rimbombante

Me descompasso no calor

Deste quarto arrefecido

São essas coisas que nas manhãs solitárias

Me sorriem de mansinho

E as horas tornam-se tão suaves

Quanto os teus dedos esguios

A bordar a minha pele a carmesim

São essas coisas que me dizes

Que eu tenho talhadas no meu peito

A carta de amor

Que em mim vais escrevendo.

Carina Pereira, 2 de janeiro de 2016

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.