Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Sex | 24.02.17

BOTECO DAS TERTÚLIAS #17 | Reencontro

Carina Pereira
Desta vez, eu trouxe a imagem que deu o mote ao Boteco. Espero que gostem e não se esqueçam de ler os textos das outras botequeiras!Bom fim-de-semana!*

16473196_1310133945675967_7440829964010866685_n

Encosto-me à memória do que fomos e ali me acomodo, como um pássaro que se esqueceu que o Inverno chegou e que é preciso encontrar outras paragens para sobreviver.

Eras o meu sul e agora que partiste insisto em ficar no mesmo sítio, agarrando-me ao que posso, a ver se te volto a encontrar. Às vezes, o milagre acontece. Se me sento aqui, fazendo de conta que te espero mesmo quando sei que já não vens, parece que ouço os teus passos, que te sinto do meu lado, e o meu ombro descai um pouco à procura do teu.

Foste o meu posto de comando uma vida inteira, o meu companheiro de viagem, a terra onde criei raízes, o meu sul e norte, o único caminho que conhecia de cor e onde, ainda assim, me perdia voluntariamente. Antes, neste banco, éramos nós, um lado-a-lado que era uma forma de vida. Que foi uma forma de vida a vida inteira.

Sento-me e, mesmo sabendo que estou sozinha e que já não voltas do lugar para onde foste, faço disto rotina. Prefiro esperar-te, sem esperança, perder o equilibro quando o meu ombro descai e já não encontra o teu, do que partir para um sul qualquer que me salve. Quando já se percorreu a vida toda, quando já se viveu o que havia para viver, a salvação é um lugar que não existe.

Espero que a morte me venha buscar; com sorte, o meu ombro volta a encontrar o teu.

Carina Pereira