Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Qui | 18.06.15

Not That Kind Of Girl de Lena Dunham

Carina Pereira
Acabei há uns dias de ler o livro "Not That Kind  Of Girl" de Lena Dunham. Não seria exactamente uma escolha de livro evidente, mas deparei-me com algumas críticas e acabei por perceber que este é o tipo de livro que ou se odeia, ou se ama.Não é minha intenção remar contra a maré, mas acho que nunca acabei um livro com uma sensação tão grande de despreendimento e indiferença. Se este livro era suposto ser uma biografia, o seu tom também tinha intenção de ser cómico. Não aconteceu, ou então o meu sentido de humor andava desiquilibrado. Há episódios caricatos, situações constrangedoras, mas também cenas que me deixam na dúvida se a autora não terá exagerado na transposição para o papel.A polémica gerada em volta do livro, e que deu a Lena Dunham má reputação, está condensada em duas passagens: uma relação que ela teve durante os anos da faculdade, e a relação com a sua irmã mais nova. Não quero estragar a história a quem a vai ler a seguir, mas considero a polémica, e as conclusões tiradas acerca destas duas situações, exageradas.Lena Dunham tem vinte e oito anos, tem um show - Girls - na televisão, de grande sucesso, é engraçada nas entrevistas que dá, mas o relato pessoal da sua vida deixou a desejar. Não que a sua vida tenha sido desinteressante, estava apenas à espera de uma escrita mais cómica.Um livro fácil de ler, mas do qual não guardei muito. Fico-me por ver a autora noutras andanças.

Carina Pereira

Qui | 18.06.15

Not That Kind Of Girl de Lena Dunham

Carina Pereira
Acabei há uns dias de ler o livro "Not That Kind  Of Girl" de Lena Dunham. Não seria exactamente uma escolha de livro evidente, mas deparei-me com algumas críticas e acabei por perceber que este é o tipo de livro que ou se odeia, ou se ama.Não é minha intenção remar contra a maré, mas acho que nunca acabei um livro com uma sensação tão grande de despreendimento e indiferença. Se este livro era suposto ser uma biografia, o seu tom também tinha intenção de ser cómico. Não aconteceu, ou então o meu sentido de humor andava desiquilibrado. Há episódios caricatos, situações constrangedoras, mas também cenas que me deixam na dúvida se a autora não terá exagerado na transposição para o papel.A polémica gerada em volta do livro, e que deu a Lena Dunham má reputação, está condensada em duas passagens: uma relação que ela teve durante os anos da faculdade, e a relação com a sua irmã mais nova. Não quero estragar a história a quem a vai ler a seguir, mas considero a polémica, e as conclusões tiradas acerca destas duas situações, exageradas.Lena Dunham tem vinte e oito anos, tem um show - Girls - na televisão, de grande sucesso, é engraçada nas entrevistas que dá, mas o relato pessoal da sua vida deixou a desejar. Não que a sua vida tenha sido desinteressante, estava apenas à espera de uma escrita mais cómica.Um livro fácil de ler, mas do qual não guardei muito. Fico-me por ver a autora noutras andanças.

Carina Pereira