Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Sex | 09.01.15

Passo Por Ti Cada Dia

Carina Pereira
Hoje, foi um fado.Surgiu-me esta letra, e surgiu-me também uma melodia, mas como já é costume deixo só aqui a primeira parte e depois regressarei para deixar a melodia gravada, numa altura mais oportuna.Este fado fala de uma rapariga que está apaixonada por um Professor de liceu e lhe serve o café todos os dias ao final da tarde, quando ele regressa da escola. É um fado corridinho, porque uma letra destas não permite outra coisa.*Passo por ti cada diaQuando voltas do liceuTrazes os livros na mão e nem sabesQue eu sonho com um beijo teu
Sirvo-te o café bem quenteTão quente quanto o meu coraçãoMas os teu olhos nem sequer se levantamFicam a fitar o chão
Vais corrigindo os pontosCom os óculos bem ajustadosEu vou-te vendo de trás do balcãoVou sonhando que és o meu namoradoCasamos num dia de PrimaveraSomos felizes como nunca foi ninguémVens da escola, eu estou à tua esperaSirvo-te o café, dizes que me amas também
Depois acordo e tu pedes-me a contaEu coro e digo que hoje não é nadaUm dia hás-de casar-te comigoUm dia hás-de levar-me para casa
Por agora vou arrumando a tua mesaE recolho o papel que deixaste para mim“Passo por ti cada dia,” escreveste“Será que também gostas de mim?”
“Passo por ti cada dia,” escreveste“Será que também gostas de mim?”

Carina Pereira

Sex | 09.01.15

Passo Por Ti Cada Dia

Carina Pereira
Hoje, foi um fado.Surgiu-me esta letra, e surgiu-me também uma melodia, mas como já é costume deixo só aqui a primeira parte e depois regressarei para deixar a melodia gravada, numa altura mais oportuna.Este fado fala de uma rapariga que está apaixonada por um Professor de liceu e lhe serve o café todos os dias ao final da tarde, quando ele regressa da escola. É um fado corridinho, porque uma letra destas não permite outra coisa.*Passo por ti cada diaQuando voltas do liceuTrazes os livros na mão e nem sabesQue eu sonho com um beijo teu
Sirvo-te o café bem quenteTão quente quanto o meu coraçãoMas os teu olhos nem sequer se levantamFicam a fitar o chão
Vais corrigindo os pontosCom os óculos bem ajustadosEu vou-te vendo de trás do balcãoVou sonhando que és o meu namoradoCasamos num dia de PrimaveraSomos felizes como nunca foi ninguémVens da escola, eu estou à tua esperaSirvo-te o café, dizes que me amas também
Depois acordo e tu pedes-me a contaEu coro e digo que hoje não é nadaUm dia hás-de casar-te comigoUm dia hás-de levar-me para casa
Por agora vou arrumando a tua mesaE recolho o papel que deixaste para mim“Passo por ti cada dia,” escreveste“Será que também gostas de mim?”
“Passo por ti cada dia,” escreveste“Será que também gostas de mim?”

Carina Pereira