Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Contador D'Estórias

Um blog com estórias dentro.

Seg | 28.09.15

Sem Nome

Carina Pereira

Ah, quem me dera que a saudade

Fosse uma palavra por inventar!

Senti-la sem lhe dar nome,

Senti-la sem saber

Como, ao senti-la, a chamar


Ah, quem me dera que a saudade

Fosse uma palavra por inventar!

Não te diria “tenho saudade”

Diria: “volta logo!”

“Há amor que só a ti te posso dar”


Ah, quem me dera que a saudade

Fosse uma palavra por inventar...

Tavez sem nome eu não soubesse

Que só nela sei morar

Carina Pereira, 27 de Setembro de 2015

2 comentários

Comentar post